Loading...
Loading...

Envergonhada mãe de Claudia Leitte se envolve em polêmica da filha e desabafa: “Não criei mau-caráter”




De acordo com informações da Veja, a cantora Claudia Leitte perdeu o prazo para devolver aos cofres públicos 1,2 milhão de reais captados pela Lei Rouanet para uma turnê que teve a sua prestação de contas reprovada pelo Ministério da Cultura no ano passado, como já informado.


A artista vem sendo alvo de diversos comentários na internet. Em um deles, Ilna Leitte, mãe da cantora, não gostou de ver o nome da filha sendo criticado e decidiu tomar a frente na briga.

Claudia Leitte é acusada pelo Ministério da Cultura (MinC) de não devolver R$ 1,2 milhão aos cofres públicos pela utilização indevida de recursos da Lei Rouanet, mas o fato que marcou foi que a cantora ganhou uma defensora ferrenha nas redes sociais.

No Instagram, a mãe de Claudia, Dona Ilna Leitte, fez questão de rebater o comentário de uma internauta sobre o assunto e garantiu que a filha não deve nada ao governo.

Claudia Leitte se dá mal e é CONDENADA a a pagar INDENIZAÇÃO milionária em tempo record


"Você deve ser muito feliz com você mesmo, né? Lhe garanto que se ela realmente devesse, já teria pago, viu!? Se tem algo que não fiz errado neste mundo foi criar mau-caráter", escreveu Dona Ilna. "Creio que o mal do mundo atual é desrespeito e falta de amor ao próximo", continuou.


Entenda a polêmica


O Ministério da Cultura encaminhou na semana passada ao Tribunal de Contas da União (TCU) o processo que move contra Claudia Leitte. A cantora tem um prazo de até 180 dias para se manifestar. Ela possui uma dívida de R$ 1,2 milhão com os cofres públicos pela utilização indevida de recursos da Lei Rouanet, e não se pronunciou sobre a devolução da quantia no prazo estabelecido.

A artista havia pedido o apoio financeiro do governo para realizar uma turnê, em 2013, pelas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país.

No acordo, havia sido definido que a cantora distribuiria 8,75 % dos ingressos gratuitamente, algo que não foi cumprido em nenhuma ocasião, segundo o MinC. Ainda de acordo com o ministério, a produção de Claudia cobrou ingressos num valor acima do que havia sido estipulado, não emitindo o extrato das contas de um show em Cuiabá (MT).


A assessoria de imprensa da artista afirmou que não se pronunciará sobre o assunto, mas a produtora da cantora já entrou com recurso, que segue sob júdice. Na época em que o caso veio à tona, um representante da Ciel Empreendimentos Artísticos, empresa de Claudia, afirmou que não havia erros na condução do apoio financeiro:

 “Na qualidade de advogado da produtora, informo que TODOS os eventos do projeto foram realizados e devidamente comprovados ao Ministério da Cultura”. A produtora ainda ressaltou que o benefício acarretou numa “democratização” da cultura.
Tecnologia do Blogger.