Loading...
Loading...

Jornalista Renata Capucci chora e revela perda trágica: 'Acordei, ele não se mexia"



A jornalista #Renata Capucci esteve, nesta segunda-feira (30), no programa "Encontro" da apresentadora Fátima Bernardes e revelou uma situação dramática e muito triste que aconteceu em sua vida.



Ela perdeu o filho no oitavo mês de gestação, há 14 anos e a dor foi tão forte que ainda a emociona muito.

De acordo com as informações da jornalista, a sua #Gravidez estava normal, sendo acompanhada pelo médico e tudo caminhava bem para o nascimento da criança. Na época, ela estava com 30 anos e era recém-casada.

Na 33ª semana de gravidez, ela sentiu algo estranho: "Acordei, ele não estava se mexendo". Como o marido da jornalista é médico, ela o avisou sobre sua sensação estranha.

"Ele não mexeu mais", disse ela.


Hoje, Renata é mãe de duas filhas, uma de 12 anos e outra de 4.

A jornalista comentou que sofreu muito ao viver esse drama. Desesperada, ela correu para buscar ajuda médica. Fez ultrassonografia e quando o especialista foi sentir o coração do bebê, foi aí que caiu a ficha e ela entendeu que Bernardo já não tinha mais vida.

Tristeza profunda


O mundo da jornalista desabou. Era seu primeiro filho e a ansiedade de chegar o momento do nascimento era muito grande. Além disso, viria um menininho, que era o sonho do casal. O quartinho estava pronto, todo decorado com a Arca de Noé. Tinha vários bichinhos, ursinhos, mas a tempestade veio e o "dilúvio da morte" tomou conta do casal.


Vários exames foram feitos para que se pudesse entender qual teria sido o motivo da morte, mas nada foi descoberto.


Ela contou que a vida se tornou sem graça e uma sensação de medo tomou conta da família, pois quando se perde o primeiro filho, cria-se essas dúvidas sobre uma outra criança que possa vir.

Passaram-se quatro meses e Renata voltou a engravidar e, após um ano da perda de Bernardo, nasceu Lili. A menina se tornou uma graça de Deus na vida do casal. Ela foi o final da tempestade e faz com que surgisse um arco-íris na vida da família.

O trauma de perder a primeira criança fez Renata fazer várias ultrassons e sempre escutar o coraçãozinho do bebê, para não ter nenhuma dúvida sobre sua saúde.

Mais tristezas

Carlos Alberto passa mal e é levado as pressas para o hospital, estado de saúde PREOCUPA


De acordo com a jornalista , após o nascimento de Lili, ela ainda ficou grávida duas vezes antes de ter a outra filha, chamada Diana. Um dos bebês morreu também na oitava semana de gestação e o outro na vigésima segunda. Quando Diana chegou, o casal fechou o livro de tristezas e decidiu viver felizes com suas duas filhas. #Encontro

Fonte: blastingnews
Tecnologia do Blogger.